Citomegalovírus e gravidez

Indíce do artigo
Citomegalovírus e gravidez
Página 2
Página 3
Página 4
Todas as páginas

Image O citomegalovírus (CMV, para os amigos) é um vírus que pertence ao mesmo grupo dos herpes vírus e do vírus da varicela.

 

Felizmente, o CMV raramente causa qualquer efeito na pessoa que com ele se infecta. Isto é, a maioria das infecções é assintomática (sem sintomas). Na pequena percentagem de casos em que causa sintomas, estes são variáveis, mas, em geral, pouco graves, quer nos recém-nascidos, quer nas crianças, quer nos adultos. Pode causar sintomas semelhantes àquilo a que as pessoas costumam chamar gripe (febre, dores no corpo, dores de garganta, gânglios inchados) por um período variável; pode causar sintomas relacionados com uma infecção do fígado-hepatite.

 

Mas uma infecção a CMV também pode, embora raramente, ter efeitos devastadores, sobretudo quando ocorre durante o período pré-natal ou embrio-fetal, chamando-se, nesses casos, infecção CMV congénita. Apesar de a maioria dos embriões e fetos infectados também serem assintomáticos, quando ocorrem sintomas estes podem ir desde a morte (quer antes do nascimento, quer depois) até a uma surdez neurosensorial bilateral profunda, passando por lesões cerebrais e do fígado graves, que podem deixar sequelas para a vida.

 

Como é que se contrai a infecção?

 

A infecção por CMV transmite-se de indivíduos infectados para indivíduos não infectados. As crianças, quando nascem com a infecção (infecção congénita), ou quando se infectam pouco depois de nascer, ou em idades muito jovens (idade pré-escolar), numa altura em que as suas defesas ainda não estão muito desenvolvidas, ficam a produzir partículas virais e a eliminá-las na urina e na saliva durante vários meses, quer tenham tido ou não algum sintoma, mesmo após terminarem os sintomas no pequeno grupo em que estes se verificaram. As crianças, através da saliva e da urina, são os principais agentes de transmissão da infecção, quer a outras crianças, quer a adultos. Os adultos e adolescentes podem ainda contrair a infecção por contactos íntimos com saliva, urina ou esperma de outras pessoas infectadas, ainda que assintomáticas. Ou seja, a infecção a CMV pode contrair-se por via sexual ou, ainda, por transfusão com sangue contaminado. Os recém-nascidos podem infectar-se a partir do leite materno ou do contacto com as secreções vaginais ou sangue infectado da mãe que, eventualmente, esteja infectada na altura do parto. Mas, nestes casos, não existe perigo de doença grave.

 

* Centro de Diagnóstico Pré-Natal Serviço de Obstetrícia Hospital Garcia de Orta


Comentar

Código de segurança
Actualizar

Editorial.

Prazeres simples

alt

A felicidade está na moda. É tema de livros e dissertações, mote de fotografias e exposições. E receitas não...

Consultório

 "O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais