pediatria
http://www.paisefilhos.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/369213cab_consultorio_pediatria.jpglink

Mau hálito

Image As causas de mau hálito podem ser muitas, e cada criança terá a ou as suas:

 


·        aumento dos adenóides – é a causa mais frequente. O aumento do volume dos adenóides é quase a regra, nestas idades, sobretudo em meio urbano e nos que frequentam infantários. As secreções adenóideias são um bom local para a proliferação bacteriana, causando a formação de substâncias e pus que têm um cheiro muito desagradável. Este mau hálito é muitas vezes atribuído aos dentes, mas a causa são as secreções dos adenóides, principalmente as que se acumulam durante a noite. Por isso é que é tão importante proceder a uma boa lavagem nasal, à noite, com soro ou um spray de água do mar;


·        sinusite – é raro nesta idade, dado que os seios perinasais ainda não se encontram muito desenvolvidos. Contudo, perto dos cinco anos, já pode ser uma causa;

 


·        amigdalites crónicas – o mecanismo é o mesmo dos adenóides, só que o processo se passa nas amígdalas – se houver infecção, sobretudo por bactérias, piora a situação;

 


·        problemas dentários – a cárie dentária, com a formação de cavidades, ou uma deficiente escovagem dos dentes podem deixar que resíduos alimentares fiquem acumulados entre os dentes ou nos buraquinhos das cáries – o resultado é o apodrecimento desses alimentos que, além de favorecerem infecções, deitam um cheiro fétido - não costuma ser tão precoce quanto os 20 meses de que fala a leitora;

 

·        corpos estranhos no nariz – um dos sintomas de um corpo estranho introduzido no nariz – acto muito comum neste grupo etário, com brinquedos, ervilhas, etc -, pode ter como único sintoma um cheiro fétido que vem de uma só narina (o que só se descobre investigando, dado que o cheiro parece vir do nariz todo);

 


·        boca seca – em algumas crianças a saliva produz-se em quantidades menores, ou então, quando a temperatura exterior é elevada e a criança hidrata a boca pouco, pode acontecer ficar com a boca seca – as bactérias crescem (a saliva é um excelente anti-bacteriano) e libertam gases que têm um cheiro muito desagradável – mais uma razão para ensinar as crianças que devem beber muita água, ao longo do dia;

 

·        má digestão – ou, dito de outra forma, ingestão de alimentos que facilitam a abertura da válvula entre o estômago e o esófago (chamada “cárdia”), o que faz com que os gases produzidos no estômago no processo de digestão subam e se façam sentir - é comum em crianças de pouca idade.

 

De qualquer forma, se o problema for acentuado, o assunto deverá ser debatido com o médico assistente, para tentar descobrir a origem do mau hálito que pode levar a que muitas crianças se sintam inferiorizadas.

 

Mário Cordeiro

 

Editorial.

editorial-289

alt

Coisas de nomes

O nome marca-nos. Afinal, mais que a cor dos olhos ou do cabelo, do feitio do rosto, da altura ou...

Consultório

"O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais

Filho na Capa 2013

SimpleViewer requires JavaScript and the Flash Player. Get Flash