Gonçalo Tavares

 

A Música e a luz

Escrito por Gonçalo M. Tavares/Rachel Caiano Sexta, 10 Fevereiro 2017 | Visto - 52220

alt"...estamos perdidos no escuro como nos orientamos?"


 

Comboios, almofadas e previsões do tempo

Escrito por Gonçalo Tavares Terça, 25 Fevereiro 2014 | Visto - 10245

alt

“Quem quiser bom conselheiro consulte o travesseiro”

Antes de agires, dorme. Antes de falares, dorme.

Antes de protestares, dorme. Antes de gritares, dorme.


   

A família da menina Gertrude

Escrito por Gonçalo M. Tavares, ilustração de Rachel Caiano Sábado, 27 Julho 2013 | Visto - 9563

altAos 14 anos recebeu o terceiro coração de flores artificiais. A partir daí recebeu a mesma prenda, todos os aniversários

   

Ossos partidos, álgebra e boi que dorme

Escrito por Gonçalo M. Tavares, ilustração de Rachel Caiano Quarta, 03 Julho 2013 | Visto - 6036

altLeia mais uma história de Gonçalo M. Tavares.


   

Os primeiros encontros

Escrito por Gonçalo M. Tavares/Rachel Caiano Quarta, 30 Janeiro 2013 | Visto - 6357

Leia a história de Gonçalo M. Tavares.

   

Histórias da senhora Gertrude

Escrito por Gonçalo M. Tavares/Rachel Caiano Quinta, 08 Novembro 2012 | Visto - 5983

História de Gonçalo M. Tavares.


   

Por exemplo

Escrito por Gonçalo Tavares Domingo, 15 Julho 2012 | Visto - 5888

O senhor X gostava de olhar para as coisas e para os acontecimentos sempre a partir de um ponto de vista diferente. Parecia que estava a ver as coisas enquanto fazia o pino ou enquanto pensava noutro assunto. As suas definições eram estranhas.

   

Duas Viagens

Escrito por Gonçalo M. Tavares Quinta, 21 Junho 2012 | Visto - 5287

O viajante rodeado de espelhos e o O viajante com uma venda nos olhos


   

O dicionário do menino Andersen (4)

Escrito por Gonçalo Tavares Quinta, 07 Junho 2012 | Visto - 7226

Continuamos com o dicionário do menino Andersen. A que sítio da cabeça vai ele buscar estas definições?

   

Página 1 de 2

Editorial.

editorial-315

alt

O prazer de folhear

Era o melhor presente que me podiam dar. Abria-o sempre com delicadeza, quase a medo, sentindo-lhe o cheiro e...

Consultório

 "O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais