Contracepção no pós-parto

Indíce do artigo
Contracepção no pós-parto
Página 2
Todas as páginas

ImageÉ verdade que o parto, por si só, condiciona a vida sexual da mãe. Apesar de não existirem regras quando ao seu reinício, parece consensual que, após a cessação dos lóquios (nome dado aos líquidos vaginais característicos do pós-parto), esta poderá ser retomada quando a sensibilidade ao toque ao nível do períneo não causar dor e, claro, quando o desejo a impelir.

Nesta altura, surgem novas preocupações, especialmente no que respeita à segurança quanto a uma nova gravidez. Muitos são os mitos que circulam nas conversas rotineiras acerca da questão: «Quem amamenta não engravida!» ou «quem ainda não teve menstruação não pode engravidar» são afirmações pouco fiáveis.

É certo que a lactação pode revelar-se um método muito eficaz de contracepção, especialmente durante os três primeiros meses de pós-parto, mas apenas desde que se verifiquem algumas condições.

Por exemplo, uma frequência de mamadas inferior a quatro horas, incluindo durante a noite (o que implica pelo menos 6 mamadas diárias) e que o recém nascido não necessite de mais de 150 ml de suplementos diários.

No entanto, apesar do que foi referido, e segundo vários estudos, é importante ter em conta que, mesmo nestas condições, a eficácia da amamentação rondará os 98%.

Por isso é importante conhecer outras alternativas, especialmente porque muitas mulheres não amamentam, porque outras amamentam, mas não se encaixam escrupulosamente dentro dos critérios referidos, e outras porque receiam vir a pertencer ao grupo dos 2% que poderá engravidar.

Sabe-se que, independentemente da mulher amamentar ou não após o parto, os seus ciclos serão irregulares e muitos deles sem ovulação, especialmente durante os primeiros meses, o que condiciona por si só uma diminuição da fertilidade durante este período.

No entanto, é impossível saber, para cada mulher, durante quantos meses esta situação se manterá, isto é, durante quantos meses ela poderá estar segura de que não corre risco de engravidar.

Tendo em conta este aspecto, são vários os especialistas que sugerem que a mulher que cumpra todos os critérios acima referidos relativamente à amamentação, e que não pretenda engravidar, deve iniciar um método anticoncepcional antes do 3º mês do pós-parto.

Por outro lado, as mulheres que não amamentam, ou que amamentam de forma diferente do que foi referido, deverão considerar o início de um anticoncepcional durante a 3ª semana após o parto.

Recorde-se uma vez mais que são muitas as interferências que podem surgir neste período e que alteram as condições obrigatórias para que o método da amamentação se torne minimamente eficaz.

Daí serem muitos os médicos que, na tentativa de aumentar a segurança da mulher, procuram iniciar um anticonceptivo num período mais precoce.

As pílulas
Na mulher que amamenta, e tendo em conta que várias das substâncias ingeridas pela mãe podem passar para o bebé, existe um vasto leque de opções. Mas não será de mais recordar que não existem métodos 100% seguros.

Começaremos por abordar a contracepção hormonal, uma vez que no nosso país será provavelmente o método mais utilizado.

Neste contexto, é importante ter em conta que este grupo de fármacos envolve essencialmente dois grupos de medicamentos: os que são constituídos apenas por um progestativo (também chamada mini-pílula) e os que são constituídos por estrogéneos e progestativos (também chamados combinados - a pílula vulgar).

Apesar destes últimos serem mais eficazes e, por isso mesmo, serem habitualmente a hipótese de escolha para uma mulher que não queira engravidar, podem interferir com a produção de leite, o que os torna apenas uma boa opção para as mulheres que não querem ou que pararam de amamentar.


Comentários  

 
#10 alineday 16-07-2014 04:14
ola tive relaçao sexual na segunda e terceira semana apos o parto com ejaculaçao dentro posso estar gravida? por favor me ajude estou desesperada.
Citar
 
 
#9 eloene cristina 26-06-2014 17:49
Olá, quero saber tive meu bebe a 40 dia no dia que completei 40 dia tivemos relação sexual sem camisinha, so que ja estou tomando o anticoncepciona l Nactali a 22 dias pode ocorrer algum risco ou posso ficar despreoculpada??
Citar
 
 
#8 visitante 21-12-2012 17:14
bem tive bb no dia 17/09/12. mais minha peauena faleceu tibga uma cardiopatia... estava te do relacao com camisinga dia 19/11/12 pensei q fosse vim minga mestruacao pq comecou a descer borra gicou assim por uns 4 dias e depois durante o mes. so relacao desprotegida. e ate agora 21/12/12 n veio e nem sinal q vai vim...tipo dor nos seios. colicqs...e normal vim assim ou posso ta gravida? aguardo email anciosa.
Citar
 
 
#7 Liah 14-07-2012 23:21
Olá! é possível após o aparto, colocar ou usar algum tipo de metodos contraceptivo? Já que mesmo sem a presença da mestruação depois do parto e a amamentação é possivél engravidar novamente!
# Obrigada
! ;-)
Citar
 
 
#6 bilili 28-12-2011 20:25
Oiii boa noite, me chamo Liliane, me tira uma duvida, eu tive bb a um mes tive relaçao com meu marido desprotegida, e amamento de
4a6 veses , é posivel eu engravida?
e na resquarda?
Citar
 

Comentar

Código de segurança
Actualizar

Filho na Capa 2013

SimpleViewer requires JavaScript and the Flash Player. Get Flash

Editorial.

editorial-284

alt

O meu primeiro ano

Não tive dia de apresentação aos professores nem visita prévia à escola. Ultrapassei a porta castanha – cujo patamar...

Consultório

News image

«Tenho um filho de nove meses e meio, e desde quando ele tinha um mês e meio percebi que a cabecinha estava mais achatada do lado direito devido à posição...

Leia Mais