Os primeiros sinais do parto

Indíce do artigo
Os primeiros sinais do parto
Página 2
Todas as páginas

ImageO parto, como desfecho da gravidez, não é um acontecimento momentâneo. Pelo contrário, corresponde a um conjunto de fenómenos que se estendem ao longo de algum tempo, o que dá origem à denominação, de natureza mais dinâmica e evolutiva, de «trabalho de parto».

Convencionou-se dividir o trabalho de parto em três estádios:

primeiro estádio: apagamento (encurtamento) e dilatação do colo. Por sua vez, também este primeiro estádio, se divide em duas fases principais:

- Fase latente: é a que decorre desde o início das contracções regulares até ao momento em que o colo está completamente apagado e com cerca de três centímetros de dilatação; esta fase pode durar até 20 horas numa mulher que nunca passou por um parto antes (nulípara) e até 14 horas numa que já teve, pelo menos, um parto (multípara).

- Fase activa: nesta fase, o colo dilata-se a um ritmo maior, até ser atingida a dilatação completa. Habitualmente dura até 7 a 8 horas quando se trata do primeiro parto e até 4 a 5 horas numa multípara. A progressão da dilatação, na fase activa, pode ser influenciada por factores como a sedação ou analgesia (que a prolonga) e/ou a estimulação da contractilidade uterina (que a abrevia).

segundo estádio: período expulsivo. Começa na dilatação completa e termina com a expulsão do feto. Normalmente dura até 45 a 60 minutos, quando se trata do primeiro parto e até 15 a 20 minutos quando já não é o primeiro.

terceiro estádio: dequitadura. Decorre desde a expulsão fetal até à expulsão da placenta e das membranas fetais e dura cerca de 30 minutos.

Como saber se chegou a hora?
Este é um grande ponto de interrogação que invade a cabeça das futuras mães nas últimas semanas de gravidez. O que é compreensível: a insegurança de perceber quando, realmente, já está na altura de ter o bebé é imensa, principalmente nas primeiras gestações.

O modo como se inicia o trabalho de parto varia de mulher para mulher, de acordo com a duração da fase latente. Umas têm o trabalho de parto muito longo, outras super rápido.

Para umas, os sintomas do começo de trabalho de parto são muito claros e inequívocos. Outras nem percebem que já estão em trabalho de parto, confundindo essa primeira fase com flatulência, cólicas intestinais ou dores lombares.

Algumas mulheres sentem dor e queixam-se de contracções de fraca intensidade, outras suportam pressões muito maiores sem mostrar sofrimento. Enfim, afirmar com exactidão quando realmente começa o trabalho de parto é difícil, pois trata-se de um processo bastante variável.

Tudo começa muito tempo antes
O corpo da mulher prepara-se para o parto algumas semanas antes do dia previsto. O bebé posiciona-se mais para baixo (na pélvis materna), o que dá uma sensação de pressão no baixo-ventre, podendo ser acompanhada de uma dor lombar ou endurecimento abdominal. Se estiver realmente a entrar em trabalho de parto, um ou mais dos seguintes eventos podem ocorrer:

- Perda de rolhão mucoso: habitualmente acontece vários dias antes do trabalho de parto espontâneo. Nas últimas semanas de gravidez o colo do útero começa a ficar cada vez mais fino e a dilatar gradualmente, podendo notar-se um aumento significativo do corrimento vaginal.

A seguir, acontece que a espessa camada de muco (parecido com uma geleia), que veda a entrada do colo do útero durante a gravidez, é libertada. Esse muco pode ser rosado ou raiado de sangue. A perda de rolhão não é um sinal de trabalho de parto activo, mas pode significar a proximidade do mesmo.

- Perda de liquido (amniótico) pela vagina: ocorre devido a rotura das membranas ou «bolsa de águas», que protege o bebé durante a gravidez, e é um reservatório de líquido amniótico.


Comentar

Código de segurança
Actualizar

Editorial.

editorial-289

alt

Coisas de nomes

O nome marca-nos. Afinal, mais que a cor dos olhos ou do cabelo, do feitio do rosto, da altura ou...

Consultório

"O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais

Filho na Capa 2013

SimpleViewer requires JavaScript and the Flash Player. Get Flash