70-417   , 810-403   , 1V0-601   , 300-080   , JN0-332   , 350-030   , 70-486   , JN0-633   , HP0-S42   , LX0-104   , 70-411   , 220-802   , 100-105   , 1Z0-051   , 70-534   , MB6-703   , OG0-093   , 70-533   , 000-017   , 300-206   , 1Y0-201   , 1Z0-808   , 200-105   , 9A0-385   , 70-980   , 70-697   , 000-104   , 1Z0-061   , N10-006   , CQE   , 220-801   , 070-410   , ADM-201   , 070-331   , 642-996   , 117-202   , 210-260   , 700-505   , 642-999   , CAS-002   , 70-487   , C2010-595   , 300-085   , 70-413   , JN0-343   , 70-270   , VCP550   , 101-400   , 700-260   , 000-105   , 350-001   , OG0-091   , MB2-708   , 300-320   , 70-480   , 300-101   , 600-455   , 70-680   , ICBB   , 070-487   , API-580   , 200-310   , EX200   , 599-01   , CISM   , 350-018   , 9L0-012   , 1Z0-804   , 700-037   , 300-209   , 640-692   , c2010-652   , 98-365   , PK0-003   , 70-412   , 70-332   , 70-410   , SY0-401   , 300-135   , 600-460   , 70-494   , 2V0-620   , 210-060   , 2V0-621D   , 350-080   , PMI-001   , c2010-657   , 102-400   , 1K0-001   , 98-364   , 3002   , AND-401   , 117-201   , 600-199   , 1Z0-060   , 70-246   , EX300   , M70-101   , 210-065   , 352-001   , 2V0-621   , MB5-705   , 350-050   , 70-488   , 70-243   , 101   , 642-997   , 1z0-808   , 1Z0-144   , 70-466   , CRISC   , JK0-022   , PMI-100   , 1Z0-803   , 70-461   , 3I0-012   , 700-501   , ICGB   , 70-177   , CBAP   , CISSP   , NS0-157   , 000-106   , 210-451   , MB2-704   , 70-483   , 70-462   , 070-462   , 70-463   , 70-178   , 70-347   , SSCP   , 400-101   , 000-080   , CCA-500   , 400-351   , 300-115   , JN0-360   , LX0-103   , 642-998   , 70-981   , HP0-S41   , 642-732   , 300-208   , 500-260   , 640-875   , 400-201   , CISA   , 74-678   , 1Z0-067   , 400-051   , 74-343   , 000-089   , 070-461   , 70-532   , 070-466   , 070-483   , 70-346   , 200-125   , 350-060   , MB6-702   , 1Z0-062   , 300-070   , MB2-707   , CAP   , 640-911   , JN0-102   , 640-916   , 350-029   , 300-075   , AX0-100   , 640-916   , 1Z0-067   , 70-411   , SSCP   , 300-085   , 810-403   , 70-412   , HP0-S41   , 70-680   , 70-486   , 117-201   , 070-466   , JN0-633   , 350-029   , MB2-704   , 100-105   , JN0-102   , CRISC   , 210-065   , MB6-703   , 70-494   , SY0-401   , 300-320   , 1Z0-067   , 350-060   , 700-505   , 70-534   , 70-463   , 2V0-620   , 74-678   , 70-466   , 000-089   , 1Z0-808   , N10-006   , 810-403   , JK0-022   , 1Z0-060   , JN0-633   , 300-320   , 1K0-001   , 70-486   , 117-202   , 70-243   , 70-488   , CAP   , 2V0-621D   , 210-060   , PMI-100   , OG0-093   , 300-206   , 1Z0-060   , MB6-702   , JN0-102   , 3002   , 600-460   , 300-320   , VCP550   , SSCP   , API-580   , 1Z0-067   , 70-410   , 300-115   , 642-997   , PMI-001   , 300-208   , JN0-102   , 70-980   , 000-104   , 1Z0-051   , 101-400   , 1Z0-068   , CAS-002   , JN0-360   , CQA   , 70-177   , 350-050   , 70-347   , 70-411   , NSE7   , 300-135   , 70-532   , ADM-201   , 70-981   , 70-480   , 100-101   ,

A importância da placenta

A importância da placenta

Indíce do artigo
A importância da placenta
Página 2
Todas as páginas

ImageDentro do útero, o bebé desenvolve-se à custa de um sistema que é constituído pela placenta, cordão umbilical, e a bolsa de líquido amniótico, em cujo líquido o bebé organiza alegremente as suas actividades diárias.

A placenta é um órgão transitório que se forma com o embrião e cuja localização correcta e normal funcionamento são essenciais para um bom desenvolvimento da gravidez, do parto e do pós-parto imediato.

A forma da placenta assemelha-se à de uma panqueca com 2 a 4 cm de espessura, de consistência esponjosa, que se une à parede uterina no lado materno e ao feto pelo cordão umbilical, que dela emerge, normalmente ao centro, no lado fetal. No final da gestação, atinge cerca de 500 gramas, sendo o órgão responsável pela manutenção da gravidez, ao produzir hormonas com ela relacionadas, como a gonadotrofina coriónica (HCG), o estrogénio e a progesterona.

A placenta funciona como um filtro entre o sangue materno e o sangue fetal, possuindo circulação materna de um dos lados e circulação fetal do outro, separadas por uma barreira membranosa. Quando o sangue fetal atravessa o cordão umbilical e percorre a placenta, recebe nutrientes e oxigénio do sangue materno e liberta dióxido de carbono e produtos de degradação fetal (ureia, creatinina, ácido úrico) para a circulação materna, regressando ao feto para novamente o alimentar, oxigenar e purificar. Algumas substâncias, como os lípidos, não chegam sequer ao feto, uma vez que o fígado deste não tem capacidade metabólica durante a maior parte da gravidez. Os lípidos são, então, armazenados na placenta até às últimas 10 semanas da gestação, altura em que o fígado fetal começa a funcionar, sendo, a partir daí, lentamente libertados para a circulação fetal.

Três em um
É por estas e por outras razões que se considera a placenta um órgão extremamente complexo, pois desempenha para o feto múltiplas funções, que no adulto implicam a existência de pulmões, rins e fígado (e é a isto que se pode chamar 3 em 1!).

Este filtro, apesar de permeável à maioria das substâncias, tem alguma capacidade selectiva, não permitindo a passagem de insulina, heparina e dióxido de carbono, substâncias nocivas para o feto. Também para algumas infecções como a toxoplasmose, a infecção a citomegalovírus e mesmo a provocada pelo HIV, a placenta exibe notáveis funções protectoras, reduzindo, de forma significativa a transmissão vertical (a que acontece entre mãe e filho). Infelizmente, o álcool e as drogas passam da circulação materna para a fetal. O tabaco também afecta o desenvolvimento fetal, não só por comprometer a normal oxigenação fetal, como por aumentar a incidência de abortos do segundo trimestre e de descolamento prematuro da placenta (ver à frente), entre outras complicações graves da gravidez. Os medicamentos também atravessam a barreira placentar, daí a razão pela qual muitos estão contra-indicados.

Uma aliada perfeita
A placenta possui ainda a extraordinária capacidade de permitir a aceitação pacífica por parte da mãe, de um hóspede com composição genética, em 50% estranha (50% da mãe e 50% do pai). Tendo em conta a conhecida dificuldade em encontrar um dador compatível para transplante de órgãos e posteriormente impedir a rejeição do órgão transplantado por parte do hospedeiro (ser que recebe o órgão), é de facto notável que um ser humano completo se forme, desenvolva e cresça, ao longo de 9 meses, sem ser identificado como um elemento estranho a destruir pelo sistema imunológico da mãe. Tal facto deve-se à não existência de contacto directo do sangue fetal com o materno, pelo que a placenta não só impede o reconhecimento do feto como um «alvo a abater», como lhe possibilita um confortável estatuto de inquilino, com cama, comida e «pele» lavada.

Placenta prévia
Quando a placenta se insere na porção inferior do útero, cobrindo parcial ou completamente o orifício interno do colo uterino (porta de saída da cavidade uterina), diz-se estar na presença de placenta prévia. No entanto, se lhe disserem que a sua placenta é prévia na ecografia do 2º trimestre (entre as 20 e as 22 semanas de gravidez), isso não significa que tal se verifique no final da gravidez. Com efeito, das cerca de 40% das placentas consideradas prévias nessa idade gestacional, apenas 1 a 4% serão prévias no termo da gravidez. O diagnóstico de placenta prévia é feito através de ecografia com sonda endovaginal (colocada na vagina, permitindo observar o orifício interno do colo uterino). Esta situação acontece uma vez em cada 200 gravidezes. Pode manifestar-se clinicamente por hemorragia vaginal, estando associada a parto pré-termo e implica intervenção obstétrica, com recurso a cesariana.


Comentar

Código de segurança
Actualizar

Editorial.

editorial-311

alt

Advento diferente

A sedução começa cada vez mais cedo através de montras, anúncios e catálogos. Barbies voadoras, robôs transformáveis, megas garagens,...

Consultório

"O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais