Reiniciar ou reiniciar bem?

alt


Há uma diferença entre reiniciar e reiniciar bem. Não apenas na motivação, mas sobretudo nos processos. Algumas regras podem ajudar.


Setembro pauta o regresso às aulas e à rotina académica. Com o início da escola voltam a encontrar-se os amigos, retomam as brincadeiras nos recreios e retomam igualmente as rotinas de estudo.

O reinício de setembro traz um bónus motivacional evidente nos estudantes. São inúmeras as promessas de melhor organização, de um estudo mais eficiente ou de um comportamento mais adequado. Objetivos e desejos que regulam o início promissor da maioria dos estudantes.

Há contudo uma diferença entre reiniciar e reiniciar bem. Não apenas na motivação, mas sobretudo nos processos. A motivação tende a esvanecer-se rapidamente e esse suplemento deixa de ter efeito. Já no processo o sucesso tende a manter-se.

Saber como estudar influencia o modo como os estudantes se organizam, como se preparam, como encaram com seriedade e responsabilidade a sua ocupação académica.

Eis algumas regras de oiro a ter em conta para maior tranquilidade do ano letivo:
-l Nas vésperas revê-se, não se estuda
- Obrigatório realizar exercícios, muitos!
-Fazer os próprios resumos, não copiar dos colegas
- Preparar testes com uma semana de antecedência
- Estudar regularmente, não deixar acumular matéria
- Estudar cada disciplina pelo menos duas vezes por semana
- Estar atento nas aulas e retirar duvidas com os professores
- Escrever sempre a matéria por palavras próprias
- Estudar em grupo após estudar sozinho
- Realizar simulações de testes e exames

Ao enquadrar o início do ano letivo com seriedade e responsabilidade, onde se trabalha e avalia menos densidade de matéria, é tendencialmente mais simples a obtenção de bons resultados. Todos os alunos iniciam com nota máxima, o seu desempenho ao longo do ano é que os fará manter essa mesma nota, ou descer para níveis inferiores.


Artigos relacionados:

Consultório

 "O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais