Educação

Pais professores

Escrito por Renato Paiva, pedagogo Sexta, 17 Fevereiro 2017 | Visto - 2021

No ensino doméstico os pais assumem a responsabilidade primária de supervisionar a educação dos seus filhos.

 

“Não é preciso gritar para nos fazermos ouvir”

Escrito por Teresa Martins Terça, 10 Janeiro 2017 | Visto - 42950

É possível educar sem gritar, mesmo quando os pais andam exaustos... Leia a entrevista à coach parental Magda Gomes Dias.

   

É possível gostar de Matemática!

Escrito por Renato Paiva, pedagogo Segunda, 09 Janeiro 2017 | Visto - 4601

Lidar com os números não precisa ser sinónimo de sofrimento. Podemos ajudar!

   

Presos ao ecrã

Escrito por Paulo Oom, pediatra Sexta, 23 Dezembro 2016 | Visto - 5358

A utilização maciça da multimédia, através do telemóvel, televisão e consolas tem repercussões.


   

Pais, filhos e mentiras

Escrito por Sofia Teixeira Sexta, 23 Dezembro 2016 | Visto - 9568

Mentir às crianças, mesmo com a melhor das intenções, não é boa política.


   

No jardim de infância: todos juntos!

Escrito por Patrícia Lamúrias Quarta, 07 Dezembro 2016 | Visto - 18814

Há jardins de infância que optam por ter crianças de várias idades na mesma sala. Defendem que estimula a cooperação, a partilha, a entreajuda e o respeito pela diversidade.


   

Vamos concentrar!

Escrito por Teresa Martins Segunda, 14 Novembro 2016 | Visto - 34169

Fique a conhecer dicas, jogos e até alguns alimentos que os ajudam a focar a atenção, a desacelerar e a diminuir a agitação.

   

Educação todos discutem, pedagogia não!

Escrito por Renato Paiva, pedagogo Quinta, 10 Novembro 2016 | Visto - 5185

altDevemos questionar quem sabe sobre o porquê de certa opção pedagógica. Quem está seguro, facilmente fundamenta.


   

É importante colorir livrinhos?

Escrito por Renato Paiva, pedagogo Quarta, 02 Novembro 2016 | Visto - 3052

Os livros facilitam o encontro connosco próprios uma vez que permitem um momento de silêncio e contemplação.


   

Página 1 de 12

Consultório

 "O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais