Como aumentar a força de vontade?

alt


Como pais, há muito trabalho a fazer para sermos melhores, mais eficazes. É divertido sermos pais positivos mas é duro conseguirmos manter o foco quando adquirimos um novo hábito na forma de educar. Porque é precisa muita força de vontade.

O que é a força de vontade e como funciona o nosso cérebro?
A força de vontade é uma resposta que provém tanto do corpo como do cérebro. É uma reação a um conflito interno. Queremos fazer algo, por exemplo, não fumar um cigarro, fazer dieta ou deixar de gritar com o nosso filho…mas não conseguimos! E quando não conseguimos, deixamos de tentar.

Pois bem, o córtex pré-frontal (a zona junto à testa) é a parte do cérebro responsável pela tomada de decisão e pela regulação dos nossos comportamentos. É onde acontece também o autocontrolo ou a força de vontade. Para conseguirmos controlar os nossos impulsos e tomarmos decisões bem fundamentadas precisamos de nutrir o nosso córtex pré-frontal com alimentos de qualidade. Assim, com energia suficiente, podemos fazer melhor o nosso “trabalho” e termos um sono com mais qualidade – o que se torna essencial para o nosso desempenho cognitivo.

Outra descoberta importante é que a força de vontade parece ser finita – ou seja, temos uma determinada quantidade que vai-se gastando ao longo do dia, à medida que a vamos usando.

Podemos olhar para a força de vontade como um músculo – isto é, pode ficar exausto pelo uso excessivo. Mas, tal como os nossos músculos físicos, a força de vontade pode treinar-se.  

Como aumentar a força de vontade?

Ja sabemos que a força de vontade diminui ao longo do dia, e ainda mais quando sujeita a grandes níveis de stresse. Vejamos então que opções temos para tornarmos este nosso “músculo” mais forte:

Aumentar a capacidade para gerir o stress. Para começar, precisamos de gerir os nossos níveis de stress. Estar sob uma grande pressão obriga o nosso corpo a gastar a energia em acções instintivas e em tomadas de decisão baseadas no curto prazo (entramos em modo “sobrevivência”). Ainda mais quando somos pais. Quando há muito stress, o nosso cortex pré-frontal perde na luta pela energia positiva.

Solução: inspirar várias vezes quando nos sentimos sobrecarregados. Este truque simples ajuda a aumentar a nossa força de vontade!

Encorajar-se a si próprio e ser fiel a um plano.
A autoafirmação pode ajudar-nos a ganhar autocontrolo. Um bom exemplo disto é a diferença entre dizer a si próprio “Eu consigo” (ser fiel a um plano e a quebrar maus hábitos) e “Eu não consigo”. 

Cada vez que diz a si próprio “Não consigo” isso reforça a perceção que tem das suas limitações. Esta terminologia indica que está a obrigar–se a fazer algo que não quer fazer.

Dormir mais ajuda o cérebro a gerir melhor a energia. Dormir bem faz uma grande diferença na forma de trabalhar do nosso córtex pré-frontal: a privação de sono (ou dormir menos do que 6 horas por noite) é uma espécie de stress crónico que prejudica a forma como o corpo e o cérebro usam a energia.

Felizmente, vários estudos garantem-nos que podemos resolver facilmente o problema se dormirmos mais e melhor.
Se tem dúvidas sobre a quantidade de sono ideal para si, escute o que revelam  os estudos do sono: as pessoas que dormem entre 6h30 h e 7h30 por noite vivem mais, são mais felizes e mais produtivas.

Ser pai exige “toneladas” de força de vontade!

Agora que já sabe o quão simples é, vamos ao trabalho.

A recompensa vale o esforço: uma relação mais saudável e gratificante com o seu filho!


Leia também:

Pensar no assunto

“Ser líder é inspirar os outros” 

Ninguém quer ficar de castigo!


Editorial.

editorial-318

alt

Uma dor irreparável

Nota prévia

Dias depois de escrever este editorial ("Os bons e os maus"), feito no rescaldo...

Consultório

 "O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais