Portugueses prestam atenção aos rótulos

alt

Perto de 60 por cento dos portugueses prestam atenção aos rótulos dos produtos alimentares que compram: 42 por cento fazem-no de forma frequente e 17 por cento de cada vez que adquirem algo embalado. Estes dados resultam de um estudo do Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM) realizado com a colaboração de uma investigadora da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, para a Direção Geral de Saúde (DGS), com a chancela da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Apenas 11 por cento dos inquiridos refere nunca ou quase nunca ler os rótulos alimentares, destacando como principal razão o hábito, já que compram sempre o mesmo tipo de produtos. As mulheres, os consumidores com qualificações mais elevadas e os mais preocupados com as questões nutricionais são quem mais frequentemente leem os rótulos.

No entanto, o uso real dos rótulos alimentares parece ser menor, já que unicamente os consumidores mais preocupados e informados sobre as questões nutricionais referem usar a rotulagem nas suas escolhas alimentares, nomeadamente quando compram produtos pela primeira vez.

Relativamente à ocasião em que consultam os rótulos alimentares, o estudo do IPAM demonstrou que a maioria dos inquiridos o faz apenas no momento de compra (51,3 por cento). Por outro lado, os consumidores portugueses atribuem uma elevada importância ao uso de rótulos alimentares em quase todo o tipo de produtos, salientando-se os alimentos para crianças, cereais de pequeno-almoço e refeições pré-embaladas.

Já quanto às razões apontadas para a consulta dos rótulos, os inquiridos fazem-no sobretudo para conhecerem o prazo de validade, para conhecerem as instruções de uso e para recolherem informação sobre certos nutrientes.

Comentar

Código de segurança
Actualizar

Editorial.

Prazeres simples

alt

A felicidade está na moda. É tema de livros e dissertações, mote de fotografias e exposições. E receitas não...

Consultório

 "O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais