Portugal é quinto na obesidade infantil

alt

Portugal é o quinto país da Europa onde se registam mais casos de obesidade infantil, com dez por cento dos rapazes a apresentarem peso que os classifica como obesos. À nossa frente estão apenas Malta, Espanha Itália e Grécia.

Um novo relatório da Organização Mundial de Saúde revela ainda que a tendência é para que a obesidade seja mais comum nos rapazes, já que apenas em dois países – Itália e Grécia – se verifica a condição em mais de cinco por cento das raparigas.

O abandono generalizado da dieta mediterrânica, em favor de outras opções alimentares mais calóricas, e o aumento dos níveis de sedentarismo nas crianças e adolescentes são algumas das razões apontadas pelo aumento do número de casos de obesidade. Ao comerem menos alimentos como legumes, fruta, cereais e peixe e a mexerem-se menos, os mais novos são presas cada vez mais fáceis para o aumento de peso.

A condição económica da família também é, de acordo com os especialistas, um fator a ter em conta. De acordo com declarações ao “Diário de Notícias” da socióloga Margarida Gaspar de Matos, que coordenou o estudo da OMS em Portugal, “a obesidade está mais relacionada com a pobreza nos rapazes. Quanto mais pobres, menos cuidado têm. Estes miúdos estão em grande risco de ficar para sempre com comportamentos pouco saudáveis se não forem considerados um grupo de especial foco”.

Ainda segundo o relatório da OMS, cerca de 27 por cento da obesidade na adolescência em 2014, na Europa, foi atribuída a diferenças socioeconómicas, quando em 2002 esse fator era de apenas 18 por cento.


Leia também:

Mesa, campo de batalha

O papel das vitaminas e dos nutrientes

O seu filho é vegetariano?

Comentar

Código de segurança
Actualizar

Editorial.

Três notas

alt

Setembro é mês de regressar às aulas, mas também de retomar rotinas, reorganizar horários, cortar o cabelo, destralhar a casa, trocar...

Consultório

 "O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais