Internet ‘engorda’ as crianças?

alt

O diretor do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável da Direção-Geral da Saúde (DGS), Pedro Graça, dá um exemplo que ele próprio já encontrou na Internet: um jogo, patrocinado, com chocolates. Em declarações à TSF o responsável diz que apesar de parecer inofensivo este é um caso típico de publicidade "insidiosa" comum na Internet e nas redes sociais.

Pedro Graça citou um estudo recente feito no Canadá que concluiu que 90% da publicidade a alimentos na Internet envolvia produtos de "má qualidade nutricional", algo que em Portugal, "não será muito diferente".

O diretor do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável cita ainda um estudo da Fundação para a Ciência e Tecnologia que diz que 55% das crianças portuguesas acedem à Internet diariamente por conta própria, a partir do seu quarto, enquanto que os pais portugueses são aqueles que na Europa menos "controlam os conteúdos de uma forma interativa com os filhos" (68 %).


Leia também:

Dia da Internet segura

Português mais perto das crianças 

Pais e filhos com mesmos hábitos digitais




Comentar

Código de segurança
Actualizar

Editorial.

Para que serve um sonho?

Os sonhos fazem mal às crianças. Quando as crianças sonham acordadas, parecem ficar na lua... pelo psicólogo Eduardo Sá.


Consultório

 "O meu filho, que fez recentemente quatro anos, vive intensamente esta altura do ano. Ainda acredita no Pai Natal e acha que é ele quem lhe traz as prendas. Ainda...

Leia Mais